sábado, 15 de janeiro de 2011

Jiu Jitsu Sexual

nossa arte marcial sempre foi mais arte.

teu mata leão era com as pernas.
e embora teu prazer velado fosse me sufocar
eras tu quem perdias o ar.

tuas curvas me enlouqueciam, é verdade.

porém, no nosso tatame,
deves admitir que tua chave de braço
nunca fez frente à minha chave de coração.

ciúmes e cócegas sempre foram teus pontos fracos
mas só um deles aguava o bom do amor

apreciava despejar segredos no teu ouvido.

no nosso esporte de contato
perder nunca foi uma derrota

4 comentários:

mim disse...

se superou!

dja disse...

hummmm, q lindoooooo
bjos

Fernand's disse...

ahhhhhhhhhhhh, fodástico!

Fernand's disse...

sumiu???