quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Volta às aulas: o retorno de quem nunca partiu

Pois é assim que nascem as lendas,
E assim são entoadas as canções.

Te li todinha
quando sua bíblia era apenas um bloquinho.
Tolhi todinha
sua quimera, ainda que ela fosse um gatinho.
Te vi sozinha
e você achou que eu fosse um lanchinho.
Tolinha.

Agora rasga sua carne e cospe na minha cara!
Mas se isso não te satisfaz
Ou se você não é capaz
Que tal ser um pouco mais
mordaz?

Víbora! Se enlace no meu corpo, me estrangule com suas pernas e crave suas presas em meu pescoço. Seu veneno me faz viver, meu amor te faz sofrer.

Dois-pra-lá, dois-pra-cá. Você já dançou esta dança?
Aquela que ninguém sabe como começou, mas que todos sabem que não pode acabar.
Vem comigo despedaçar o mundo

Pois é assim que nascem as lendas,
E assim são entoadas as canções.

Despedaçadoramente,
Sr. Despedaça Corações


2 comentários:

Anônimo disse...

Canções por encomenda.

M.

Anônimo disse...

Acompanho o blog desde sempre. Nada me tira da cabeça que é uma menina.